|
|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 1235981 { professores: 7 | editores de blog: 12 | editores de sites profissionais: 0 | usuários com coleções públicas: 1785 }

Comentários
A João Guimarães Rosa

Documentário, Ficção | De Marcello Tassara, Roberto Santos | 1968 | 12 min | SP

8 Comentários
Por Cremilda Galvão do Rosario - Professor | 28/01/2010

literario brilhante, grande nome da literatura.
Por nilton fernandes - Usuário | 28/01/2010

muito bom
excelente
um ótimo trabalho
parabéns
Por Neide Rejane de M.Cantarelli - Usuário | 28/01/2010

Parabéns aos cineastas que trouxeram para o Porta Curtas parte da obra do genial escritor, João Guimarães Rosa, em comemoração ao centenário de seu nascimento. O escritor ,que soube traduzir, como ninguém, a fala do sertanejo: da gente simples das Minas Gerais, do Jagunço; e foi unindo a linguagem do sertanejo aos vários idiomas, que precocemente aprendera, que Guimarães Rosa criou seus neologismos, transformando e dando a verdadeira dimensão do mundo, do ser-humano e sua mísera condição, usando,simplesmente, como pano-de-fundo o Grande Sertão das Minas Gerais. João está "encantado", mas nos deixou sua primorosa obra literária, vinda de sua extrema sensibilidade e inteligência.
Por Amaro flores - Usuário | 28/01/2010

Muito bom, excelente para a cultura brasileira.
Por josinara alves dos santos - Usuário | 28/01/2010

muito lindo
Por Luiz Pompe - Usuário | 28/01/2010

Fabuloso. A linguagem de Guimarães Rosa, nessa obra de 1968, é enriquecida pelas imagens e pela trilha sonora. As palavras "inventadas" por Rosa ganham substância. Um retrato sertanejo da realidade brasileira que fica para a posteridade. Parabéns para Roberto Santos e sua equipe. Luiz Pompe, jornalista e músico.
Por andre luiz costa de barros - Exibidor | 28/01/2010

Excelente curta. Parabéns ao Porta Curtas por manter tão vivo o nosso sertão!
Por aparecida maria cimino bernard - Usuário | 28/01/2010

PREZADO DIRETOR ROBERTO
Peço licença pela ousadia, não sou crítica, porém faço breve comentário de forma subjetiva, belíssimo, inspirativo,agitador, aguçante de emoções,causou-me verdadeiro movimento intrínseco,portanto,desafiante e labiríntico. Abraços
Aparecida Maria Cimino Bernardo