| |
|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 422453 { professores: 2 | editores de blog: 0 | editores de sites profissionais: 0 | usuários com coleções públicas: 9 }

Comentários
13 Comentários
Por Moises Júnior - Usuário | 26/09/2013

portacurtas ;)
Por Alexandre Nuñez Tardin - Usuário | 05/07/2012

Na casa de praia: era uma mulher ou um cabrito? Na cachoeira: uma mulher ou um elemental da natureza? O êxtase aumenta com a natureza misturada, verdadeiras belezas naturais com muitas curvas sensuais. Ir e vir das ondas, queda d´água na mata, corpos desnudados em um frenesi imaculado. Belo curta, poesia sem palavras.
Por joao luis de castro neto - Usuário | 28/01/2010

Lindo...uma reflexao muito pertinente ao poder das mulheres...a essência...Animalesco e singelo... JLuis
Por Luís Roberval sales - Usuário | 28/01/2010

O filme é muito bonito e as cenas são de um erotismo insinuado que deixa o espectador com mais tesão ainda. Por ocorrer em floresta as cenas e ser uma indígena dá um toque naturalista deixando o filme num clima sem tanto artificialismo.
Por José Afonso Assis Cabral - Usuário | 28/01/2010

Surpreendente... parece derivado de uma subtemática de Salvador Dali, um surrealismo onde as figuras humanas se desprendem da natureza e mostram intimidade com os fenômenos naturais.
Por ronaldo martins botelho - Usuário | 28/01/2010

Um filme para se enxergar com sentidos diversos.
Por Amparo Araujo - Usuário | 28/01/2010

Belissimo Trabalho!
Por servulo claudio habsburg - Usuário | 28/01/2010

BELÍSSIMO. SENSUAL. HOMENAGEM À MULHER. À MÃE PRIMEVA, A EVA E A LILITH. UMIDADE, ÁGUA DOCE, ÁGUA SALGADA, VELUDO ÚMIDO E O LEITE QUE NUTRE A REALIDADE E A FANTASIA FEMININA. URBE ET ORBI. UNIVERSAL. CUMPRE O OBJETIVO DE NOS SUGERIR UMA VIAGEM. E CADA UM QUE CUMPRA A SUA. IMAGENS E MÚSICA SENSORIAIS,BELÍSSIMAS ATRIZES. UM PRESENTE QUE O DIRETOR NOS DÁ AO CONSEGUIR EXPRESSAR DE FORMA APARENTEMENTE DESCONEXA, O QUE EXISTE EM CADA UM DE NÓS.PARABÉNS.
Por Sérgio Carneiro da Silva - Usuário | 28/01/2010

Belo filme. Sensualíssimo. As cenas da praia me fizeram lembrar do filme "Persona", do Bergman. Já nas cenas da índia viajei por um mundo primitivo, mais natural, um mundo ancestral e de raízes, onde o moderno recorre sempre que pode a partir do desejo... Subjetivo, mas que me prendeu a atenção do ínicio ao fim - coisas que muitos filmes objetivos não conseguem fazer. Adorei. Parabéns à equipe de realizadores.
Por josé osvaldo barreto rocha bra - Exibidor | 28/01/2010

Lírico com bastante sensualidade. Roteiro imaginativo. !Parabéns!

Páginas: 1 2