| |
|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 110520 { professores: 0 | editores de blog: 0 | editores de sites profissionais: 0 | usuários com coleções públicas: 2 }

Comentários
Papá

Ficção | De Guilherme Campos, Santiago Dellape | 2004 | 19 min | DF

6 Comentários
Por Marcos Augusto De Rossi Piva - Usuário | 28/01/2010

Pq que filmes brasileiros não conseguem sair desse ciclo tenobroso!? Eu não entendo! Tanta coisa boa pra falar e só o que se ve são esses filmes que falam de balas e corrupção! Ah! Pelo amor de Deus! Se não tivessemos gandes escritores eu até entenderia. Desculpe-me! Não gostei do Curta!
Por Alessandrio Santos - Usuário | 28/01/2010

Muito divertido, parabens para direçao e os atores, roteiro muito bom!
Por Allan Antonio da Costa - Usuário | 28/01/2010

Maneiríssimo! A música é boa sim (e eu adoro Mozart e Schubert, posso (falar de cadeira). O roteiro é muito bem encadeado, e realmente um dos pontos fracos é a atuação de alguns. Parabéns ao roteirista (a cena da grana do Black Power é muito engraçada)!
Por Ariel Lacruz - Usuário | 28/01/2010

Um lixo. As atuações são fraquíssimas, a música não poderia ser pior, o texto é terrível, e a trama em nenhum momento foge do clichê. Minhas desculpas aos diretores, mas francamente, depois de ter pacientemente assistido ao filme inteiro, dou-me o direito de falar mal. Vem cá, os comentários anteriores são de amigos, não é mesmo?
Por Ivan Pereira Nascimento - Usuário | 28/01/2010

Simplesmente, muito bom! Já havia assistido ao Maria Morango, que também gostei muito, mas Papá ainda é muito melhor, o som dessa banda é de mais, os caras tocam para caralho. A crítica com humor é muito boa. O curta só tem um problema, é muito curto, tinha que ter duas horas, vocês estão de parabéns. Vocês ganharam mais um fã. Eu recomendo.
Por Paulo Roberto de Oliveira Jr - Usuário | 28/01/2010

Como eu venho dizendo em meus comentários, é preciso "garimpar" muito para encontrar algo que valha a pena neste portal de curtas, mas, felizmente, vez ou outra, acaba-se encontrando. É o caso de Papá. Divertido, inteligente, bem "amarrado"... Vai para minha cinematéca, ao lado de outros achados daqui. Parabéns pessoal.