| |
|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 110033 { professores: 0 | editores de blog: 0 | editores de sites profissionais: 0 | usuários com coleções públicas: 2 }

Comentários
Sete Minutos

Ficção | De Cavi Borges, Julio Pecly, Paulo Silva | 2007 | 7 min | RJ

30 Comentários
Por JOSE CARLOS SILVA - Exibidor | 02/10/2012

MUITO BOM
Por Alexandre Nuñez Tardin - Usuário | 03/07/2012

Realidade dura e crua, onde matar e morrer são apenas meros detalhes.
Por claudio cesar de paIva - Usuário | 25/06/2012

A injustiça social. Brasileiros desassistidos pelo governo na mão de inescrupulosos bandidos. Mas a liberdade está chegando!
Por Emerson Castro - Usuário | 01/06/2012

Indiscutivelmente ruim... Desculpe aos criadores, sei que é difícil trabalhar com plano-sequência em um curta, mas esse realmente beira o amadorismo. Prefiro ainda o REVERSOS, que tem uma qualidade bem acima deste.
Por W Santos - Usuário | 03/06/2012

Odeio Cine-Favela!!!! Depois os próprios "intelectuais" revoltam-se quando os gringos fazem uma idéia de que a realidade brasileira, num todo, é essa apresentada. Também brasileiros de outras regiões pensam que o Rio e São Paulo é isto que se apresenta. Muita gente que conheço, só em ter assistidos os longa-metragens, ícones do Cine-Favela, fazem uma idéia muito errada sobre as capitais dos Estados acima citados. O Brasil é grande demais para resumir-se a um bando de bandidos, drogados, prostitutas e gente desdentada! Cineastas, tirem suas bundas das cadeiras e procurem conhecer melhor o seu País. Se é para mostrar as mazelas, existem inúmeras outras. Comecem por conhecer melhor a Cidade onde vivem. Nossas vistas cansaram-se de ver esse povo estranho!!!
Por fabiana lotierzoni - Usuário | 05/02/2010

Achei o filme impressionante. Daí andei lendo os comentários e fiquei intrigada com o comentário do senhor Daniel Dourado. Fui conferir e impressiona mesmo a semelhança entre 7 Minutos e o filme REVERSOS, de 2005, ambos disponíveis aqui no Porta Curtas. Como disse o senhor Daniel, este parece uma grande homenagem ao filme dele. Se, como ele diz, ambos participaram dos mesmos festivais, deve ter sido no mínimo estranho para os habitués destes festivais verem dois filmes praticamente iguais com apenas uma edição de intervalo.
Por Laudelino Silverio dos Reis - Usuário | 28/01/2010

Interessante que mesmo com o final previsível podemos viver as cenas com uma certe expectativa de que o final possa ser mudado. Gostei muito da atuação dos atores Cavi Borges Paulo silva etc...
Por Sandra M. L. p. Oliveira - Usuário | 28/01/2010

Um curta é sem dúvida um desafio, porque o fator tempo ñ perdoa, afinal o que está na cabeça do roteirista ou diretor não significa que irá para tela da mesma forma, outro detalhe.... ñ siginifica que o público tão heterogêneo goste... No meu caso em particular, prefiro outros gêneros de filme, e com este pré-conceito minha análise será mais crítica... .... desculpe-me a ignorância, mas não entendi a mensagem do curta !!! Entendi o Gênero (penso que é explícito) mas a mensagem de guerra no morro (favela) tá confusa na trama, entre imagens tortuantes, falas carragadas de ´gírias´ repetitivas, enfim... imagino que na cabeça de quem o idealizou há uma ´mensagem´ que perdeu parte do potencial ao ser materializada nesta película....
Por Carlos Roberto Lopes - Usuário | 28/01/2010

Plano sequência instigador e colocou o público como personagem . As falhas indicadas pelos colegas de comentário são pequenas perto da vontade despertada no espectador em seguir a busca. carobelopes
Por ronaldo martins botelho - Usuário | 28/01/2010

No início me atraiu como o filme parece um jogo de fliperama; depois, me interessou a linguagem própria do ´jogo´ -que troca ponto de exclamação por "Porra", por exemplo - e por último, me frustrei, pq fiquei fora do jogo, em que só imaginam/participam os produtores.

Páginas: 1 2 3