|
|

Pessoas conectadas nos últimos 20 minutos: 122 { professores: 0 | editores de blog: 0 | editores de sites profissionais: 0 | usuários com coleções públicas: 0 }

Comentários
2 Comentários
Por Menita Flaviana Lima Maciel - Usuário | 28/01/2010

A descrição em forma de linguagem animada/ visual com a proposta didádica, de abordagem pacificadora, unificadora e respeito à singularidade dos povos e culturas torna-se o de melhor! Mas peca um tanto quando da explanação não muito bem definida nas falas - para o ouvinte, quando refere-se a dizer sou indío, sou branco...encurtando um paradoxo na própria criação.
Por Ligia Maria Conforti Protti - Usuário | 28/01/2010

O documentário é bem bonito, e achei interessante a idéia da narração ser feita de forma bastante simples. Porém, algumas coisas, como o traço do desenho bastante influenciado pelo traço japonês, acabam por desviar o aspecto brasileiro da trajetória. Outra cena que poderia ser repensada se passa quando o pequeno índio, estando dormindo sob a árvore, ao acordar, simplesmente devora um macaco que por alí também estava. Creio que o diretor pecou ao não estudar sobre a cultura indígena nos aspectos referentes à caça do animal para a alimentação, deixando de abordar todo o respeito e as práticas ritualísticas que há entre esse povo e os animais, mesmo na hora da alimentação.